Procedimento de arbitragem científica

Resumo

Em estreita relação com a Política Editorial, a “Revista Lusíada. Política Internacional e Segurança” foi pensada com o objetivo de fornecer um conjunto de contributos científicos originais e atualizados no campo da Ciência Política, das Relações Internacionais e das Políticas de Segurança em geral. O procedimento de arbitragem científica tem de ter obrigatoriamente em consideração a especificidade da Revista tal como é descrita na Nota de Abertura e Política Editorial. O Conselho Científico foi constituído por investigadores nacionais e estrangeiros especializados nas diversas áreas de investigação, como consta dos respetivos currículos. O objectivo foi conciliar a necessária qualidade científica e a variedade de especializações com a diversidade de temáticas. Os membros do Conselho Científico serão os garantes da qualidade e validade científica das diversas contribuições para os números sucessivos da Revista. Assim, periodicamente serão convidados segundo as respetivas qualificações científicas e especialidades, a dar a sua opinião, em sistema de blind review, sobre a qualidade dos textos, a orientação geral, os dossiers temáticos e as diversas secções de cada número. Será solicitado a cada membro um relatório onde constem, devidamente explicitadas, as diversas observações e propostas de melhoria. Os resultados desta avaliação traduzir-se-ão numa alteração, reajustamento ou retificação quer da linha editorial quer das contribuições presentes e futuras, numa perspetiva evolutiva centrada na preservação da qualidade científica e da atualização temática da Revista.

Publicado

2021-01-22

Como Citar

Procedimento de arbitragem científica. (2021). Lusíada. Política Internacional E Segurança, (19-20), 7. Obtido de http://revistas-prod.lis.ulusiada.pt/index.php/lpis/article/view/2972

Edição

Secção

Introdução